Lição de Casa, e agora?

Há algumas semanas fizemos uma reunião na escola para orientar os pais sobre como apoiar os alunos com a lição de casa. Para que todos possam ter um resumo deste encontro, abaixo estão algumas instruções e sugestões que podemos utilizar como guia na hora do homework!  Aproveitem!

Por que as crianças fazem lição de casa?

  • Para reforçar conteúdos aprendidos na sala de aula;
  • Para criar hábitos saudáveis de estudo;
  • Para desenvolver a autonomia e a responsabilidade;
  • Para fortalecer os vínculos entre a escola e casa.

Qual é o meu papel?

Ajudar a desenvolver a autonomia e a responsabilidade o esforço e o capricho. Não se preocupe com o conteúdo, ele faz parte do papel da escola e da professora.

Como eu devo ajudar?

  1. Estabelecer um horário regular para fazer lição de casa. Não há necessidade em ser sempre na mesma hora, contudo deve ser sempre na mesma ordem da rotina, como por exemplo, depois do café da manhã, antes do jantar, depois do banho etc.
    No dia em que não há lição, incentive o seu filho a fazer uma atividade que o ajude o desenvolvimento como leitura de livros, desenho livre, brincadeiras com massinha, álbum de figurinha ou até mesmo jogos como dominó, memória ou tabuleiros;
  2. Estabelecer um local propício para fazer lição de casa. Pode ser em uma escrivaninha no quarto ou no escritório da família, também pode ser na mesa da sala de jantar, mas o importante é que não tenha televisão, rádio ou computador ligados ou qualquer outra distração…

Como a criança precisa de ajuda?

  • Lembrar de fazer a lição;
  • Ler o enunciado;
  • Resolver as questões propostas;
  • Lembrar de guardar na mochila;
  • Lembrar de entregar para a professora.

Como ajudar? Incentivo!
Comece demonstrando muito interesse. Perguntas como “Você tem lição hoje?” ou “Qual é a lição de casa de hoje?”seguidas de complementos de incentivo como “Gosto quando tem lição porque posso ver o quanto você está aprendendo” podem ser estimulantes e ajudar a criança no objetivo.
Continue incentivando demonstrando também a importância da rotina: “Então depois do jantar é hora da lição”. Seja consistente, não abra mão de que a criança faça a lição no momento combinado. Só assim, com rotinas estabelecidas, o seu filho(a) deixará de se recusar…

Quando a criança sentar para fazer a lição pergunte a ela se a professora explicou o que era para ser feito e se ela saberá produzir a atividade. Na resposta positiva, demonstre entusiasmo e felicidade, diga para o seu filho fazer a lição e te mostrar quando acabar. Feito isto, elogie o esforço, o capricho ou a dedicação. Estimule as próximas atividades!
Agora se a resposta for negativa, não demonstre decepção, leia o enunciado, e estimule a lembrança em sala de aula, questione se ele lembrou o que era para ser feito ou se já fez algo parecido durante a aula. Se ainda sim estiver inseguro, tente explicar o que fazer e, se necessário, dê um exemplo guiando para uma possível resposta.

Nunca diga que algo esta ‘errado’. Incentive a criança a colocar as ideias literalmente no papel, e tente enxergar suas hipóteses de como resolver as questões, e se ele perguntar se algo está correto, você diz que “quem vai corrigir é a professora, pois ela precisa saber o que você já sabe para saber o que ensinar depois”.
Se a criança precisar de um incentivo, comemore cada registro que for feito no papel, independente de parecer certo ou errado pra você.

Não faça a lição pelo seu filho! Diga que a lição deve ser feita apenas por ele, com o que sabe, e que só assim a professora poderá ajudá-lo a avançar.

Ajude a lembrar de colocar a lição na mochila, evite fazer isso por ele.

É importante lembrá-lo de entregar à professora quando chegar em sala de aula. Durante o caminho à escola lembre da lição de casa, fale sobre como foi poder fazê-la, e como você está contente com o que eles está aprendendo na escola. Lembre-o de pegar a lição e entregar à professora, ao pendurar a mochila no ganchinho. Caso essa atividade esteja sendo um problema, mande um recado, pelo TellMe, explicando que a lição foi feita e encontra-se na mochila.

É muito importante o modelo. Mostre para o seu filho que você valoriza a escola e o trabalho dele durante as aulas. Se ele reclama em fazer lição de casa converse com ele e explique a importância da atividade para o seu crescimento, participe da lição se for necessário ou aproveite para ler um livro enquanto ele faz a lição, ou se preferir, faça uma lista de tarefas ou de mercado. Mostre que sente prazer em aprender e a se preparar para as tarefas do dia a dia. Seja um modelo.

REGRA MAIS IMPORTANTE, NUNCA FAÇA POR ELE O QUE ELE PODE FAZER SOZINHO. Ajude sim, incentive na medida que for necessário, mas fique muito atento para o desenvolvimento do engajamento da responsabilidade e da autonomia, a medida que a criança for criando essas habilidades deixe de ajudar. Aos poucos, troque o ‘fazer junto’ por ‘incentivar a produção individual’, o incentivar por lembrar, o lembrar por reconhecer e, claro, elogiar sempre.

E contem sempre com a nossa equipe para auxiliar nessa rotina!

Maria João (Bo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s