Como lidar com os sentimentos?

Crianças vivem e sentem tudo intensamente. Se o molho do feijão encostou no purê: Buá, não quero mais comer! Se recebem a tinta azul quando “mas eu gosto de amareeeeelo!”, não pintam mais. Se “eu não sou mais sua amiga”, o mundo acaba!

E estes não são exageros. São sentimentos genuínos. Que com o tempo aprendemos a lidar cada vez melhor. Por isso, é preciso ter cautela ao dizer para os pequenos algo como: “ah, mas não precisa chorar ASSIM por causa DISSO!”. Talvez este não seja o melhor caminho para ajudá-los. Nosso desafio está em tentar empoderá-los, para que assim consigam lidar com os sentimentos.
Pensando nisto criamos um Special Corner na sala do Nursery. Um cantinho especial cheio de ferramentas que ajudam as crianças a compreenderem o turbilhão de sentimentos que acontecem ao longo do dia, e assim conseguem aproveitar melhor a nossa rotina.
O foco principal é que quando algum sentimento intenso ocorrer com algum aluno, ao invés da professora ficar dizendo algo como “Calma, vamos para de chorar e conversar!”, a criança procure se auto-regular para poder voltar e solucionar a situação ou estar em seu melhor estado de aprendizado: “calm and alert”!
Funciona assim: as crianças podem a qualquer momento do dia decidirem se precisam passar pelo canto especial, ou também a professora pode fazer essa sugestão. Ao chegar no espaço, o primeiro passo é fazer um exercício de respiração, chamamos de “cheirando a flor” e “assoprando a vela”, isto de 3 a 5 vezes. A cada respiro prende-se um pregador no fio. Assim, as crianças que chegam “agitadas” já conseguem se concentrar e o choro logo termina.
DSCN0025.JPG
Então, a criança deverá reconhecer o que está sentindo, procurando nas imagens de sentimentos, que estão na parede, feições similares a que vê em seu reflexo no espelho.
whatsapp-image-2016-11-01-at-13-47-05
Depois de identificar o sentimento, a criança deverá tentar passar por uma transição, do estado em que está, para o estado de “calm and alert” – e pronto para voltar”!
Então, de dentro do “helpful kit” ele deverá escolher um “helpful prop” para ajudá-lo a mudar de humor. Se está nervoso, aperta uma bolinha de espuma. Se está agitado demais, estica e puxa os elásticos. Eles viram uma ampulheta e tem 1min20s para realizar este processo.
Durante muitas semanas exploramos os materiais e os procedimentos juntos, e agora, um mês depois desta novidade, as crianças já estão sabendo usar o cantinho sozinhas. Essa é uma lição que eles levam para a vida inteira, buscam os seus momentos e maneiras de lidar com os próprios sentimentos, agindo com tranquilidade e harmonia para buscar a calma.
See you,
Teacher Ceci

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s