Adaptação

Costumo dizer que eu sou a louca que gosto de fazer adaptação. Gosto, adoro ouvir o choro de uma criança parar de repente porque ela se interessou por uma bola colorida ou uma bolinha de sabão. Me emociona quando, pela primeira vez, aquela pessoinha de menos de um metro, toma coragem e diz tchau pra mamãe sem fazer nenhum chororo.

É um momento delicado, quando pela primeira vez as crianças vão ficar aos cuidados de pessoas que acabaram de conhecer em um ambiente que até então não lhes era familiar. É um desafio para escola, para as professoras, para os pais, mas é um enorme desafio para essas crianças, que em poucos dias aprendem a conviver em grupo, seguir uma nova rotina e a confiar nas educadoras que lhes atendem na escola. Realmente me encanta, me enche de orgulho, como essas crianças vencem esse desafio, e com ele crescem e aprendem tanto.

Aqueles bebês que chegam no colo em pouco tempo andam correm e pulam e escalam pela escola. Tiram a chupeta e conversam com colegas e professoras. Tornam-se a semente de um cidadão que vive em comunidade sabe dividir compartilhar e conviver.

A cada vez que passo por esse processo me surpreendo com o seu resultado. O choro rapidamente dá lugar as risadas, o caos se transforma em uma rotina organizada. E o carinho entre crianças, pais, mães e professoras nasce e cresce em uma velocidade estonteante. Obrigada queridos pais pela confiança, obrigada lindas crianças por mais uma vez me mostrarem esse milagre. Obrigada corajosas professoras que acreditaram que tudo terminaria em uma bela bagunça de água!

Estou muuuuito feliz e orgulhosa de ver esse processo chegando ao fim com tanto sucesso!

2 comentários em “Adaptação

  1. É lindo ver como as crianças aprendem a lidar com a mudança de deixar de estar somente no ambiente familiar e passar a conviver com outras crianças, outros adultos, que até pouco tempo atrás eram desconhecidos para elas.
    Ao longo do período de adaptação desse ano eu fiquei pensando na importância da escola, ela não pode ser um lugar qualquer, ela tem que pensar nas crianças, na melhor forma de mostrar para essas crianças o quanto aprender e se desenvolver pode ser divertido, principalmente quando deixamos os outros crescerem junto com a gente. É um período tão delicado, por isso a acolhida é de fundamental importância! A criança precisa se sentir segura e confiar na equipe. Engana-se quem pensa que só as crianças passam por esse período de adaptação, os professores e auxiliares também precisam aprender a conviver com uma turma nova, com colegas novos, com diferentes características e hábitos, com uma rotina diferente, mas logo está tudo redondinho e somos encantados pela nova turma. Vamos percebendo o quanto somos privilegiados por ter cada criança única, especial e que vai contribuir muito para o nosso ano! Com certeza vamos aprender muito ao longo de 2015! Obrigada MBJ! ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s